24
Julho

Como otimizar a taxa de conversão de uma landing page

As estratégias de marketing de conteúdo possuem uma meta simples: engajar o público a consumir informações relevantes e gerar autoridade para a marca por trás do projeto. Mais a fundo no objetivo, encontramos a necessidade de aumentar a taxa de conversão, ou o número de oportunidades transformadas em vendas.

 

Com isso, gerar tráfego para um determinado site é apenas o primeiro passo para obter bons resultados. O que se pretende atingir é a multiplicação do número de clientes e a geração de um retorno satisfatório sobre o investimento (ROI).

 

É importante lembrar que após a leitura de um artigo em um blog, seu visitante poderá sentir vontade de se aprofundar mais no assunto ou até mesmo de entrar em contato com sua empresa para tirar suas dúvidas. É aí que entra uma etapa essencial no processo de conversão: as landing pages. Se enganam aqueles que acreditam que basta construir um formulário para que o leitor se transforme em um lead. É necessário utilizar uma série de técnicas na construção dessa página para garantir que a atenção seja apreendida e um contato seja deixado.

 

Afinal, o que é uma landing page?
Resumindo são páginas de conversão focadas em transformar o seu tráfego em leads e seus leads em clientes. São páginas que permitem a captura de informação de seus visitantes através de uma oferta, com um formulário e CTA (call to action).

 

Imagine que um visitante pesquisou sobre como aumentar o rendimento de funcionários. Os resultados do Google o levarão até seu blog. Ele consumirá uma série de publicações que falam sobre a motivação de colaboradores, estratégias para delegar tarefas e ferramentas para tornar a organização mais produtiva.

 

Dentre as possibilidades, ele decide que a solução mais satisfatória é a instalação de um software de gestão. Como não entende muito bem sobre o assunto, mas tem interesse, baixa um e-Book que explica melhor sobre os benefícios, uso do sistema. Para convencê-lo a adquirir esse material em troca de um contato, será necessário ter uma página específica com motivos e incentivos para se fazer o download. Uma página que capta o lead é a landing page, e sua otimização é imprescindível.

 

Mas como aumentar a taxa de conversão na prática?
Você já percebeu que o leitor precisa se sentir convidado e motivado a deixar seu contato com uma empresa. É necessário deixar claro que se trata de uma troca – ele dá informações pessoais e o blog/site tem a autorização de enviar conteúdos relevantes. Logo, é fundamental aplicar certas estratégias em busca de resultados satisfatórios. Bastando seguir 4 passos simples na construção de sua landing page.

 

1. Elabore formulários curtos
Por mais disposto que seu leitor esteja em consumir o conteúdo, é importante não solicitadar informações em excesso. As chances do visitante não conhecer seu negócio ao acessar seu blog são grandes. Por isso, ele não vai querer passar dados pessoais com facilidade. Formulários longos só funcionam em casos particulares, e precisam de uma relação de confiança com o usuário. Ao elaborar formulários para a geração de leads, seja direto. Lembre-se que o contato mais próximo será feito mais tarde, após a demonstração de interesse e, finalmente, realizar a conversão.

 

Se você vende softwares de gestão, pergunte o nome, cargo, empresa, e-mail ou telefone para contato. Essa coleta de informações será mais que suficiente para você começar o trabalho de relacionamento com seu potencial futuro cliente.

 

2. Invista no design da página
O design de sua página também deve estar voltado para a experiência do leitor. Tudo tem que ser pensado com base no Conversion Rate Optimization (CRO), uma técnica que visa a explicitação das funcionalidades do site, facilitando a navegação com o objetivo de uma conversão mais rápida. Basta criar títulos simples e diretos, utilizar as cores certas para chamar a atenção em determinados pontos e colocar em evidência botões que levam à troca de página e avanço no funil de vendas. O objetivo é apresentar algo que o potencial cliente tenha interesse em clicar.

 

Evidentemente, aquilo que funciona para um site pode não funcionar para outro. Por essa razão, é essencial executar testes A/B para comparar o desempenho de diferentes versões de landing pages e descobrir qual será a mais eficiente.

 

3. Use Calls to Action atrativos
O uso de Call to Action (CTA) é extremamente importante nas landing pages para garantir a otimização das conversões. O visitante precisa se sentir incentivado a agir, fazendo um download, solicitando um orçamento ou até fazer uma compra.

A estratégia mais efetiva nesse momento é mostrar quais são as ações que podem ser feitas naquela página. E é preciso que elas sejam atrativas o suficiente para que o usuário clique e ofereça suas informações. Portanto, não use apenas um botão com trechos curtos e vagos, como “Clique aqui” ou “Faça o download”. Seja criativo! “Solicite um orçamento agora e tire suas dúvidas” é algo muito mais envolvente para uma pessoa na internet que é bombardeada por dados o tempo todo.

 

4. Escreva informações curtas e convincentes
Por fim, dê motivos para que o cliente em potencial escolha você para resolver seus problemas. A landing page é o espaço ideal para apresentar as razões pelas quais seu produto ou serviço são as melhores opções. Liste cerca de quatro itens que comprovem esse fato. Escreva frases curtas, objetivas e específicas. Motivos para fazer uma compra, vantagens que serão obtidas se ele se transformar em um lead, benefícios gerados por seguir até o próximo passo… Tudo isso é extremamente válido e agrega valor ao produto e à corporação que desenvolveu aquele conteúdo.

 

“A melhor maneira de ter uma boa ideia é ter muitas.”
– Linus Pauling

O resultado é o aumento da taxa de conversão na página e fidelização do público.

 

Fonte: E-commerce Brasil

 

• equipe actionpay

 

Deixe uma resposta